Será uma gripe ou uma constipação?

 em Gripe

 

A confusão não é apenas sua, muitas pessoas não conseguem distinguir gripe de constipação, mas se existem alguns aspetos em comum e que podem contribuir para este engano, também há outros que as diferenciam.

Semelhanças e diferenças

Ambas são causadas por vírus, é verdade, mas estes vírus são diferentes, assim como a intensidade dos sintomas que provocam. Assim, numa constipação, os sintomas iniciam-se geralmente de forma gradual e podem estender-se por quatro a cinco dias, enquanto a sintomatologia associada a uma gripe pode demorar várias semanas a desaparecer. O início dos sintomas gripais é, habitualmente, bastante repentino e o estado de saúde da pessoa pode mesmo agravar-se se não forem tomadas medidas de recuperação adequadas.
Uma gripe manifesta-se, por norma, através de mal-estar e cansaço não justificados, febre alta, dores de cabeça e/ou musculares, tosse seca; isto nos adultos e em crianças mais crescidas. Nos bebés, é necessário estar atento a outros sintomas como sonolência, náuseas ou vómitos, diarreia e dificuldades respiratórias.
Pelo contrário, numa constipação, os sinais afetam apenas as vias respiratórias superiores, manifestando-se através de nariz entupido, espirros, irritação da garganta, olhos lacrimejantes, podendo também ocorrer dor de cabeça, de menor intensidade. Nesta situação, são raros os quadros de febre alta e dores no corpo.

O que deve fazer?

As boas notícias são que, tanto a gripe, como a constipação, são condições que acabam por se resolver, frequentemente, sem consequências de maior, e melhoram com uma medida básica: o repouso. Por isso, nestas situações, é recomendado que fique em casa e descanse, também para evitar a propagação de qualquer um destes vírus. Lembre-se de ingerir muitos líquidos como água, chá ou sumos de fruta e procure não se agasalhar demasiado. Não tome antibióticos sem recomendação médica: isto é válido para qualquer situação, mas nunca é demais reforçar que estes medicamentos não têm efeito sobre os vírus e, como tal, não vão contribuir para aliviar os seus sintomas, nem fazer com que recupere mais rapidamente.
Por fim, deixamos-lhe um último conselho: lave com frequência as mãos com água e sabão, durante 40 a 60 segundos ou, na impossibilidade de o fazer, com uma solução à base de álcool. Adote esta prática como rotina diária, independente de estar com uma gripe, uma constipação ou perfeitamente saudável. Proteja-se a si, e aos outros.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar